27 de maio de 2024

Bolsonaro evita confronto e cita pontos positivos existentes no Brasil no seu atual mandato

SÃO PAULO – O presidente Jair Bolsonaro (PL) evitou confronto com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no terceiro bloco do debate promovido pela TV Globo, e convidou o empresário Felipe D’Avila, candidato pelo Novo. O tema a ser escolhido era livre. O mandatário então decidiu falar sobre economia com D’Ávila.

“Completamos três meses de inflação negativa, o PIB está para cima, a gasolina foi lá para baixo, o etanol também, temos realmente criando emprego no Brasil. A previsão é nós criamos esse ano, o Brasil criar três milhões de novos empregos. Qual a sua preocupação se o governo cair na mão da esquerda? Aconteceria o mesmo que está acontecendo em outros países da América do Sul onde o caos tem se feito presente?”, disse Bolsonaro.

O empresário respondeu a Bolsonaro. “Bom, seria um desastre, é mais estado intervindo na economia, prejudicando o mercado, separando o Brasil das cadeias globais de valor, ou seja, é tudo o que nós não queremos. Nós precisamos avançar com a agenda liberal”, ressaltou, em seguida.

Lula chamou Kelmon, que assumiu a candidatura do PTB após Roberto Jefferson ser impedido pela Justiça Eleitoral, de “candidato laranja”. “Quando quiser falar de corrupção, olhe para outro, e não para mim”, disse o petista.

Kelmon se referiu a ele como “descondensado” e “cínico”.

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra mais sobre AM 24h

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading