17 de julho de 2024

Governo do Amazonas inicia reforma de três centros estaduais de convivência em Manaus

Governo do Amazonas deu início às obras de reforma de três centros estaduais de convivência, em Manaus. Até o final do ano, a previsão é que as melhorias alcancem sete espaços do tipo na capital amazonense. As reformas começaram pelo Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, Centro Estadual de Convivência do Idoso e Centro Estadual de Convivência da Família Maria de Miranda Leão.

Estão no cronograma de obras, para este ano, o Centro Estadual de Convivência da Família Profª Teonizia Lobo, Centro Estadual de Convivência da Família 31 de Março, Centro Estadual de Convivência da Família André Araújo e o Centro Estadual de Convivência da Família Pe. Pedro Vignola. Ao todo, o governador Wilson Lima (UB) destinou investimentos da ordem de R$ 20 milhões para a recuperação dos espaços.

A meta da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) é entregar os sete espaços revitalizados até dezembro. Engenheiro fiscal das obras, Carlos Emídio, explica como as estruturas serão modificadas e aprimoradas.

“Todos estão recebendo modernização, sistema elétrico, iluminação com LED, melhoramento nos quadros, tudo dentro das normativas estabelecidas e, além disso, vão receber pintura e troca de esquadria. Banheiros todos vão ser reformados, troca de cerâmica, toda questão de da revitalização predial do dos centros de convivência”, explicou o engenheiro.

Os Centro de Convivência são importantes aparelhos de convívio social para a sociedade amazonense, nos espaços a população pode realizar diversas atividades individuais e coletivas, como cursos, esportes, artes. Além disso, os locais contam com estruturas de apoio, atendimento psicossocial e grupos de ajuda.

O Centro Estadual de Convivência do Idoso (Ceci), localizado na rua Wilkens de Matos, S/N, bairro Aparecida, concentra no espaço mais de 1.600 usuários, por mês. Para a professora aposentada, Rosenilda Passos, 72, frequentadora do centro, a reforma representa uma promoção do bem-estar.

“Se nós estivermos com o bem-estar, nós teremos todo um trabalho a ser desenvolvido. Idoso é um ser que requer uma condição de amor, de carinho, de respeito e essas situações são necessárias para que a gente tenha um espaço com dignidade”, defendeu a professora.

FONTE: DIA A DIA

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra mais sobre AM 24h

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading