30 de maio de 2024

Homem mata namorada, se entrega e é solto

Luiz Fernando da Silva se entregou à polícia após assassinar a jovem Thalia Karoline Andrade do Nascimento, mas foi solto graças à lei eleitoral, que desde a última terça-feira (18), proíbe prisões no Brasil, a não ser em casos como o de flagrante. 

Como o crime que ele cometeu ocorreu no fim de semana, já não existia flagrante. Luiz Fernando deixou a delegacia pela porta da frente. Ele havia se entregado com a justificativa de que teria sido informado que o crime organizado estaria atrás dele.

A lei segue em vigor, até 48 horas após as eleições de domingo (30). Thalia foi assassinada com golpes de faca pelo companheiro. Segundo a família, o casal morava junto há apenas quatro meses. Nas imagens de câmeras de segurança, é possível ver que o criminoso carregava a faca na cintura quando obriga a jovem a entrar em casa. 

Amigos que estavam com a vítima em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, tentaram impedir, mas o suspeito consegue fechar o portão. Ela é puxada pelos cabelos e é assassinada dentro de casa. A prima de Thalia, testemunha do caso e também esfaqueada, sobreviveu ao ataque. 

Luiz Fernando deve responder por feminicídio por motivo fútil e tentativa de homicídio. Thalia deixou duas filhas pequenas, uma de oito anos e uma bebê de apenas oito meses.

FONTE: BAND

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra mais sobre AM 24h

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading