23 de julho de 2024

Comunidade da Sharp e Manaus 2000 começam a ser desapropriadas para obras

Moradores das comunidades Sharp, no bairro Armando Meneses e Manaus 2000, no bairro Japiim, devem deixar os locais nas próximas semanas, em um processo de desapropriação coletivo.

Os primeiros a saírem devem ser os moradores da Comunidade da Sharp, que ocupam 274 imóveis, que estão na envoltória das primeiras frentes de obras do do novo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus e Interior (Prosamin+).

Conforme o cronograma, nos dias 27 e 28 de julho, serão realizados os mutirões para a abertura dos processos de desapropriação de 274 imóveis, que estão na envoltória das primeiras frentes de obras, na comunidade da Sharp, bairro Armando Mendes, zona leste.

O processo de desapropriação vai atingir as comunidades da Sharp e Manaus 2000, que serão diretamente afetadas pelas obras do novo programa. O processo precede o início das obras nessas duas áreas.

Antes do mutirão, de 25 a 26 de julho, as equipes sociais estarão na comunidade, entregando os convites e orientando as famílias que serão beneficiadas nesta primeira etapa, sobre a documentação a ser apresentada.

O mutirão para a entrega de documentação vai acontecer na própria comunidade da Sharp. As reuniões continuam a partir desta terça-feira (19), na comunidade da Sharp e Manaus 2000, no Japiim, zona sul.

De acordo com Marcellus Campêlo, as desapropriações na comunidade da Sharp iniciam pela Frente de Obra 4, que abrange a construção de uma ponte da avenida Altaz Mirim e da primeira quadra habitacional do programa naquela área. 

FONTE: PORTAL DO HOLANDA

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra mais sobre AM 24h

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading