20 de julho de 2024

Diretora revela pedido do Golpista do Tinder para participar da série

Felicity Morris contou, durante um evento sobre o mercado audiovisual, que Simon Leviev mandou uma mensagem para ela

Foto: Reprodução

A diretora de O Golpista do Tinder, documentário da Netflix, Felicity Morris revelou detalhes sobre as conversas que teve com Simon Leviev, protagonista da história. A profissional contou que o homem tinha acabado de sair da prisão quando mandou uma mensagem pedindo dinheiro para participar da produção.

“Ele disse: ‘Vou participar, mas quero ser pago’. Mas esse filme não era sobre ele. Eu não queria que fosse uma plataforma para mais mentiras dele”, explicou Felicity para a Variety.

A diretora também contou que não pretende fazer uma continuação para o documentário. “Já fizemos o podcast chamado The Making of a Swindler, que explora a história dele ao fundo. Ele acredita que, se disser algo várias vezes, as pessoas vão acreditar. Pessoalmente, não estou interessada em ouvir ou dar ar para essa história”, explicou.

Simon Leviev, que ficou conhecido como “O Golpista do Tinder”, decidiu quebrar o silêncio e falou pela primeira vez desde o lançamento do documentário na Netflix. Com os golpes aplicados em mulheres que conheceu no aplicativo de relacionamento, ele teria faturado US$ 10 milhões.

Em entrevista ao Inside Edition, Simon negou o que foi exposto pela Netflix no documentário, grande sucesso na plataforma de streaming. “Eu era apenas um cara solteiro que queria conhecer algumas garotas no Tinder. Eu não sou um vigarista”, afirmou. A entrevista completa será exibida em duas partes, sendo uma no dia 21 e a outra no dia 22 de fevereiro.

*Com informação do Metrópoles

About Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra mais sobre AM 24h

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading